Mais de 350 alunos estão classificados para a final da Obmep

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

356 é o número de alunos do Instituto Federal de santa Catarina (IFSC) num universo de mais de 18 milhões de inscritos que estão classificados para a segunda e última fase da 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2019). Essa edição registra um novo recorde de escolas participantes, 54.831, entre instituições públicas e privadas. Desde 2017 a prova foi aberta para escolas particulares também. A divulgação dos classificados aconteceu sexta-feira (5).

A prova da 2ª fase se caracteriza pela aplicação de prova discursiva, de caráter classificatório, composta de seis questões valendo até 20 pontos cada. Agendada para 28 de setembro (sábado), às 14h30 (horário de Brasília), ela terá duração de 3h, exceto para os alunos com necessidades especiais que precisarem de auxílio para a realização da mesma. Nesses casos, a duração será de 4h.

9 de agosto é o prazo para as escolas solicitarem, via portal da Obmep, tratamento especial para alunos sabatistas, portadores de necessidades especiais, transferências e acerto de nomes incorretos. Já os locais de provas serão divulgados em 27 de agosto. Os premiados serão conhecidos em 3 de dezembro.

Os 17 câmpus e o respectivo número de alunos classificados para a última etapa da Olimpíada são:


Câmpus Araranguá - 31 alunos
Câmpus Canoinhas – 12 alunos
Câmpus Caçador - 19 alunos
Câmpus Chapecó – 19 alunos
Câmpus Criciúma – 19 alunos
Câmpus Florianópolis – 62 alunos
Câmpus Garopaba – 12 alunos
Câmpus Itajaí – 19 alunos
Câmpus Jaraguá do Sul-Centro – 19 alunos
Câmpus Joinville – 31 alunos
Câmpus Palhoça – 19 alunos
Câmpus São Carlos – 12 alunos
Câmpus São José – 19 alunos
Câmpus São Miguel – 19 alunos
Câmpus Urupema – 6 alunos, e
Câmpus Xanxerê – 19 alunos

Preparação

O Câmpus São Carlos, que conta com 12 alunos classificados, está com as inscrições abertas, até 2 de agosto, para um projeto de preparação para a prova da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

O projeto de extensão foi intitulado “Preparação para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) como meio de transformação social”. O professor explica que o objetivo das aulas é abordar os conteúdos que não são abordados em sala de aula e resolver os exercícios e simulados de edições passadas da competição.

Serão ofertadas 28 vagas gratuitas e qualquer aluno de escola pública ou particular que tenha sido aprovado para a segunda fase (nível 3) da Obmep pode se inscrever. Para isso, é necessário enviar um e-mail para o coordenador do projeto, professor Elton Félix: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . No e-mail é preciso escrever: nome completo; escola em que está regularmente matriculado; e número de acertos da primeira fase.

As aulas serão realizadas com materiais específicos do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), especificamente para a Olimpíada. O projeto será sempre nas segundas-feiras, das 18h40 às 20h40, iniciando em 5 de agosto e finalizando em 23 de setembro de 2019, no Câmpus São Carlos.

Em Joinville, os estudantes do IFSC além de participarem de um grupo de estudo para a Obmep também puderam compartilhar seus conhecimentos e o amor pela matemática com estudantes da rede municipal. Por meio do projeto de extensão Divulgação e preparação para olimpíadas de matemática em escolas da rede municipal de Joinville, João Marcos de Oliveira, Natália Gandra dos Santos Trigoli, Raíssa Barbi Ciscon e Sarah Isabella da Costa atenderam 85 alunos em quatro turmas, duas de nível I (6º e 7º anos) e duas de nível II (8º e 9º anos), da Escola Municipal Professora Zulma do Rosário Miranda, localizada próxima ao IFSC.

Durante as aulas preparatórias para a primeira fase da Obmep, os estudantes do IFSC acabaram descobrindo outra paixão: ensinar. Este é o caso de Natália Trigoli, do 5º módulo do técnico em Eletroeletrônica, que está toda orgulhosa com os resultados obtidos pela sua turma. “Eu nunca tinha sentido esse sentimento de orgulho de algo que eu pude ajudar. Mas só ajudar mesmo, porque o esforço foi todo deles. Os alunos que frequentaram todas as aulas, participavam das atividades e faziam os exercícios conseguiram um ótimo resultado”, comenta.

Para a segunda fase da Obmep, o projeto continua e está aberto para todos que quiserem participar. “Aproveitamos que a procura diminuiu por conta dos alunos que não passaram pra segunda fase e convidamos os alunos de outras duas escolas municipais do bairro, Governador Pedro Ivo Campos e Pastor Hans Müller, para participarem junto com os da Zulma”, explica o coordenador do projeto, coordenador local da Obmep e professor de matemática do Câmpus Joinville, Paulo Amaro dos Santos.

Segundo Paulo Amaro, a Obmep não é uma simples competição. “Nossos objetivos são fomentar o estudo da matemática, despertar talentos, incentivar a participação nas olimpíadas e mostrar que a matemática pode ser trabalhada de forma concreta e lúdica”, explica.

Mais

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) é uma competição organizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A Obmep é realizada desde 2005 com o objetivo de incentivar o estudo da Matemática, contribuir com a melhoria da educação básica, identificar talentos e estimular os jovens a ingressar nas carreiras científicas e tecnológicas. Na 14ª edição (2018), 122 alunos de 15 câmpus do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) foram premiados.

Coordenadoria de Jornalismo do IFSC

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar