Em plena pandemia, Marlon Neuber quer aumentar alíquota da previdência dos servidores de Itapoá

Sinsej chama categoria à mobilização

Em plena pandemia, utilizando das sessões virtuais, o prefeito de Itapoá, Marlon Neuber, quer enviar para a Câmara de Vereadores projeto de lei para aumentar a alíquota de contribuição dos servidores para o Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Itapoá.
Até o início da tarde desta segunda-feira, 29, o projeto ainda não havia sido enviado para o Legislativo, no entanto a iniciativa foi confirmada em reunião do Conselho do Ipesi. De acordo com a minuta do projeto, o objetivo é aumentar para 14% a contribuição dos servidores e até 15,39% a contribuição da prefeitura. Em justificativa do projeto, o prefeito Marlon alega que é preciso cumprir a nova lei da Previdência (Emenda Constitucional 103/2019) e que há um déficit atuarial (que diz respeito ao futuro do Instituto). Porém, a falta de transparência com as contas é indiscutível, pois até o momento não está disponível no site o balanço atuarial referente a 2019.
Se há déficit, não é responsabilidade dos servidores, que pagam mensalmente e compulsoriamente a sua contribuição. A real solução para o equilíbrio das contas do Instituto passa por concurso público e não por aumento da alíquota.

Audiência dia 8 de julho
De acordo com informações recebidas pelo Sinsej, o próprio Ipesi realizará uma audiência pública virtual com apoio da Câmara de Vereadores no dia 8 de julho, às 19 horas, e a participação da categoria é imprescindível. Mais informações sobre o acesso à audiência ainda serão divulgadas.
A diretora do Sinsej em Itapoá, Camila Dalri, está acompanhando esse processo e essa chama todos os servidores à mobilização para ampliar a campanha em defesa da previdência, por mais transparência e por concurso público.

As opiniões expressas pelos autores pertencem a elas e não refletem necessariamente a opinião da Gazeta de Itapoá.