“Plantão Pedagógico” promove auxílio para estudantes que estão em EaD

Como lidar com a mudança de rotina? Como cuidar da saúde física e mental estando 24 horas por dia dentro de casa? Como organizar os estudos, que eram presenciais e passaram a ser online? Estas têm sido as dúvidas de muitos estudantes do IFSC e foram a partir delas e de outras perguntas que a Coordenadoria Pedagógica do Câmpus Xanxerê desenvolveu o “Plantão Pedagógico”.

Durante uma hora por dia, os estudantes reúnem-se em uma webconferência com os profissionais da Coordenadoria Pedagógica. Das 14h às 15h, é possível tirar dúvidas com a assistente social Lúcia Frandaloso, com o assistente de alunos Moisés Bernardino, com a técnica em assuntos educacionais Naidi Gabriel, com a assessora do departamento de ensino, Régis Zanella, e ainda conversar com a psicóloga Cristina Folster. “O objetivo é manter o vínculo dos alunos com o IFSC nesse momento de isolamento e auxiliar a superarem os desafios na nova adaptação de rotina”, afirma Naidi.

Na primeira semana, em torno de 20 estudantes têm participado do Plantão Pedagógico todos os dias. As dúvidas são variadas: orientação de estudos (como organizar o tempo, agenda), orientação psicológica para o isolamento, identificação de dificuldades dos alunos nos acessos aos materiais enviados aos professores, bate papo com professores convidados sobre esse período de isolamento. 

Alunos como Ariel Donadello e Vinícius Marques, do Integrado em Mecânica, são exemplos de quem tem utilizado o momento para tirar dúvidas e também para contribuir com a saúde mental dos colegas. “Sempre que eu posso, participo. Estou levando, por exemplo, minha opinião sobre as aulas online que estão ocorrendo agora, como é um método novo nas disciplinas. E os servidores da coordenadoria pedagógica são nossa comunicação entre nós e os professores”, conta Vinícius.

O estudante também aproveitou uma das videoconferências para tocar violão e cantar. “Quando estamos no câmpus, ficamos muito tempo todos os dias lá, então tocamos violão e gaita no almoço, por exemplo. Agora que estamos nos reunindo por vídeo, decidimos repetir esse momento de lazer e foi muito divertido para todos”, relata Vinícius.

A experiência como psicóloga de Cristina Folster mostra que um dos principais benefícios às pessoas que estão passando por momentos difíceis é saber que podem contar com alguém. “Para adolescentes, isso fica mais evidente. Então, neste momento de pandemia e tantos temores, o plantão pedagógico surge como apoio”, afirma. Cristina ainda frisa que, de forma geral, o distanciamento social não faz bem para a saúde mental de ninguém. “Então, já que não podemos estar juntos presencialmente, ao menos conseguimos por meio destas tecnologias”. 

Para acompanhar o Plantão Pedagógico do Câmpus Xanxerê é necessário entrar em contato por e-mail (coord.pedagogica.xxe@ifsc.edu.br) e/ou conversar com o líder de turma, responsável por receber o link e repassar aos colegas. 

As opiniões expressas pelos autores pertencem a elas e não refletem necessariamente a opinião da Gazeta de Itapoá.